terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Suínos morram!

Olá bípedes, mamíferos superiores, homo sapiens e seres de polegares opositores em geral, aqui quem vos fala é ilustríssimo Sr.D com muita fome de... Bom de tudo. Hum bacon como eu te amo, a ti eu dedico tempo e dinheiro, e todo o afeto que inunda meu coração.  E por favor, leitores, não é porco, tem que chamar de SENHOR PORCO! E a respeito desse incrível alimento tem quem goste, melhor, tem quem cultue essa criatura. Não concordo com o culto a comida... Mas existe maluco pra tudo. Porém se você pensar que o porco transforma grama em bacon vê um milagre acontecer.

Animal esse extremamente inútil durante a vida, mas incrivelmente saboreado durante a morte. Admita senhor porco, a morte lhe cai bem. E para os leitores que discordam da minha ilustríssima pessoa, extrai direto da Wikipédia uma informação assaz interessante.
“Domesticados, os porcos são adotados como animais de companhia, ou criados para fim de abate”.
A quem diga: “Mas o porco pode ser criado como animal de estimação, ele não é inútil”. Desculpe lhe informar, mas como a maioria das vezes, você esta errado! Devido a alguns fatores posso dizer que quem possui porcos em suas residências, vivos é claro, está maluco. Devido a abundancia de glândulas dispersas em sua pele este maravilhoso animal libera um cheiro sem comparação, tirando o fato de suas fezes que não fica atrás, quer dizer fica atrás, mas não perdem em questão de odor. Tirando o equívoco de dizer que ele serve pra ser criado como animal de estimação só sobra um destino para essa pobre criaturinha, a morte. Se bem que ter um porco como animal de estimação não parece uma má ideia, porque assim que ele morrer você não precisa fazer um velório e sim um churrasco!
COME AGORA OLHANDO PRA CARA DO ASTOLFO.

Tendo isso já discutido, vamos falar do sabor desse animal que nasceu pra ser morto e forrar meu estomago. Este animal com 100 a 500 kg de delicia pode ser comido dos pés a cabeça, literalmente, todo o porco é comestível. Mas vamos lá ao que interessa, são essas as partes do porco, isto é, os cortes desse mamífero deveras saboroso. Temos a bisteca que também é conhecida como carré, uma carne extremamente suculenta por causa de sua gordura, é coluna do suíno. Em seguida temos a copa-lombo que é uma das carnes mais saborosas, geralmente consumida em bifes ou moída. Ai vem o coxão duro que fica na parte interior da coxa. Já em seguida temos o tão lindo e maravilhoso filé-mignon, fica bem em baixo da coluna do animal, que para aqueles que têm medo dos tão temíveis pneuzinhos tem um baixo índice de gordura superficial o que torna o produto mais atrativo. A Pancetta por sua vez, Possui uma boa quantidade de carne e a gordura a deixa suculenta, e acho que é uma das quais não preciso dizer onde se localiza.
O Pé , assim como as orelhas, está incluído nos pertences utilizados para enriquecer feijoada. Suá que está bem pertinho da bundinha do suíno, faz sucesso onde passa. Entretanto o pernil é e sempre será aquele que eu sempre aguardarei nos meus sonhos e na realidade, o corte tradicional do pernil inclui alcatra, picanha e maminha e pega toda a coxa do pobre baby (ENTENDEDORES ENTENDERAM). Pode tanto ser assado inteiro, como cortado em cubinhos e escalopes. Mais a baixo do filé-mignon fica a fraldinha, este corte preserva a gordura, que durante o preparo deixa o prato suculento.
O lombo que é o motivo de muitos sorrisos na minha casa é encarado como corte magro. Esta peça equivale ao contra-filé no boi. Ossobuco e joelho se localizam acima do pé traseiro (É MESMO ESPERTÃO). Uma das curiosidades sobre o ossobuco é que para ser cortado, o porco deve estar congelado. A costela com quem tive um relacionamento serio durante muito tempo é sem dúvida, um dos cortes de maior sucesso entre os consumidores da carne de porco, ou melhor, os devotos. Mamilos são polêmicos, já a maminha é deliciosa pode ser preparada como bife, no grill, na frigideira ou até mesmo na churrasqueira (SUA DIVA!).
A alcatra que é uma junção entre a maminha e um pouco mais da região da coxa é deliciosa, mas é importante  avaliar o ponto de cozimento. Se ficar bem passado, pode perder a umidade e ressecar demais. Picanha (ESSA INCRÍVEL COMBINAÇÃO DE MEU DEUS E DO CÉU) Assim como sua versão bovina, é um corte suculento e preserva a umidade do produto. Versões preparadas nas churrasqueiras são ótimas opções para diversificar no preparo da carne de porco. Minha querida Paleta é retirada da parte dianteira do porco, a paleta pode ser feita assada (OU NÃO). A bem falada Papada (NÃO É NADA PESSOAL RAFAEL QUARESMA) quando o assunto é torresmo, este é o corte mais comum.
E agora o que falar do bacon? O cheiro do bacon sendo frito provoca uma reação química que o deixa irresistível e pode viciar tanto quanto a cocaína. Só nos EUA são produzidas mais de 900.000 toneladas por ano. É uma das carnes mais antigas da humanidade, seus primeiros sinais se deram por volta de 1500 A.C, Apesar de não ser nomeado ainda, a ideia era cobrir a carne do porco com sal para absorver o sabor. Cai entre nós, pobres judeus.
Poderia ficar o dia e a noite inteira falando sobre o bacon, mas acho que vou deixar pra escrever um artigo só sobre ele. Só um aviso, cuidado amigo se não tu morre, você morre! Para todos um bom dia, uma boa tarde e... Hum Bacon!
adendo final: Para os vegetarianos que odiaram esse texto, bom... o porco comia legumes e olha onde ele foi parar.